Que Fazer?: um marco na teoria revolucionária

A publicação de Que Fazer?, em março de 1902, marcou o nascimento do marxismo-leninismo como teoria revolucionária e como prática revolucionária organizada, como bem definiu Florestan Fernandes na apresentação desta grande obra de Lênin em uma coleção organizada pelo próprio historiador durante a ditadura militar no Brasil, intitulada “Pensamento Socialista”.

Que Fazer? é o aprofundamento de um artigo de Lênin publicado em 1901, “Por Onde Começar?”. Por meio dele, é desenvolvida a teoria do partido revolucionário, da organização da revolução a partir do entendimento de que deveriam ser enfrentados os problemas de agitação, propaganda e organização dos comunistas. Para tanto, o autor enfrenta a luta política com a burguesia – que ele define como a contrarrevolução –, com o esquerdismo e as forças atrasadas da socialdemocracia russa, em particular o economicismo. Já o terrorismo ele define de forma mais simples, ao afirmar tratar-se de um movimento que “desorganiza não as forças governamentais, mas as forças revolucionárias”.

O grande líder da revolução bolchevique combate, nesta obra, uma visão artesanal da luta pelo socialismo, predominante no final do século XIX e que até hoje está presente em algumas organizações. Propõe a preparação do processo revolucionário como um todo, fugindo às saídas imediatistas e superficiais, comuns à vanguarda esquerdista de seu tempo, acostumada a pensar a revolução como um assalto ao poder desorganizado, quase um golpe de Estado.

Dois temas centrais são abordados por Lênin: a diferença entre a agitação e a propaganda e qual papel cada uma dessas atividades deve desempenhar. Parte do pressuposto de que o principal a se fazer é o trabalho de conscientização política da classe trabalhadora, com vistas a organizar a luta contra a exploração capitalista e pelo socialismo:“Em uma palavra (o propagandista) deve explicar a natureza capitalista das crises, mostrar o que as torna inevitáveis na sociedade moderna, mostrar a necessidade da transformação dessa sociedade em sociedade socialista … Tratando da mesma questão, o agitador tomará o fato mais conhecido de seus ouvintes, por exemplo, uma família de desempregados morta de fome, a indigência crescente etc. e apoiando-se sobre esse fato conhecido de todos, fará todo o esforço para dar à ‘massa’ uma única ideia, da contradição absurda entre o aumento da riqueza e o aumento da miséria; esforçar-se-á para suscitar o descontentamento,a indignação da massa contra essa injustiça gritante, deixando ao propagandista o cuidado de dar uma explicação completa dessa contradição”.

Lênin destaca a necessidade de o partido revolucionário elaborar um jornal político como instrumento essencial de agitação e de propaganda, esclarecendo que “o jornal não é apenas um propagandista coletivo e um agitador coletivo: é também um organizador coletivo… O plano de um jornal político para toda a Rússia… é o plano mais prático para que possamos nos preparar para a insurreição, imediatamente e de todos os lados, sem que o trabalho normal e cotidiano seja esquecido por um instante”.

Nos tempos atuais, a luta contra-hegemônica exige a utilização de inúmeros recursos e meios de comunicação, além do trabalho permanente de organização, para o esforço gigantesco de conscientização dos trabalhadores e de enfrentamento à poderosa máquina ideológica da burguesia, que impõe à imensa maioria da população a visão de mundo favorável ao capitalismo. Mas permanecem muito atuais as tarefas consideradas por Lênin como primordiais para todo processo revolucionário: “Organizar, formar, lutar”.

Este texto está na edição nº 13 de O PODER POPULAR, um jornal a serviço das lutas populares e da revolução socialista, editado pelo Partido Comunista Brasileiro (PCB).

Acesse: https://pcb.org.br/portal2/11803?utm_source=PCB

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s